A auxiliar de serviços gerais, que é servidora efetiva e atua no Centro de Triagem da Covid-19, Emanuele Gomes Bialy, foi a primeira pessoa a receber a imunização em Lages

 

A Prefeitura de Lages, através da Secretaria Municipal da Saúde, iniciou nesta terça-feira (19 de janeiro) a vacinação contra a Covid-19. Um ato solene marcou a aplicação das primeiras doses em pessoas que residem no município. “Após dez meses de pandemia essa era a notícia mais aguardada dos últimos tempos e finalmente a vacina chegou a Lages”, comemora o prefeito Antonio Ceron.

Nesta primeira fase estão sendo imunizados os profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 e os idosos que residem em casas asilares. “Assim que recebemos a confirmação que as doses estavam disponíveis na Regional de Saúde, fomos até o local retirar as vacinas e em questão de minutos prontamente iniciamos a imunização”, explica o secretário municipal da Saúde, Claiton Camargo de Souza.

 

Primeiras pessoas imunizadas

 

A auxiliar de serviços gerais, que é servidora efetiva e atua no Centro de Triagem da Covid-19, Emanuele Gomes Bialy, foi a primeira pessoa a receber a imunização em Lages. Na sequência foi a vez da senhora Doralice Correia da Oliveira, que tem 107 anos e reside em uma instituição de longa permanência do município.

Elas precederam os seguintes trabalhadores da área da saúde: Marlene Silveira Bitencourt, técnica de enfermagem na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 Horas Maria Gorete dos Santos; Nalury Alves Rosa, enfermeira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Seara do Bem Materno e Infantil; Marlene Madruga Corrêa, técnica de enfermagem e vacinadora no Hospital Tereza Ramos; Solon Neto Momo, motorista de ambulância do Centro de Triagem da Covid-19; Alessandra de Oliveira Muniz Gargioni, médica na UTI Covid do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres; Clarissa Peruzzo Pereira, fisioterapeuta na UTI Covid do Hospital Tereza Ramos; Meizi Moraes, técnica de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e Mara Rúbia de Oliveira Teixeira, Agente Comunitário de Saúde (ACS) que atende no Centro de Triagem da Covid-19.

 

Quantidade de doses na primeira etapa

 

Devido ao baixo quantitativo de vacinas que o Município recebeu nesta primeira etapa, a distribuição ficou organizada da seguinte forma: 1.744 doses para os profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 e 166 doses destinadas para os idosos que residem em casas asilares. “No momento em que recebermos novas remessas com volumes mais expressivos, a imunização será ofertada para as pessoas do público-alvo nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e no sistema drive-thru que funcionará no entorno do Ginásio Municipal de Esportes Jones Minosso”, ressalta a diretora de Atenção Básica, Francine Formiga.

A ampliação da cobertura vacinal dos grupos prioritários em Lages acontecerá de forma gradativa. "As próximas etapas de imunização vão depender da disponibilidade das vacinas por parte dos governos Federal e estadual. O que compete a nós, Município, está em dia e nosso anseio é imunizar o maior número possível de pessoas no menor espaço de tempo”, destaca o vice-prefeito de Lages, Juliano Polese.

As doses da CoronaVac ficarão armazenadas até o momento da aplicação na Central de Vacinas da Vigilância Epidemiológica Municipal. “O local está equipado com sistema de refrigeração que oferece as condições ideais de conservação das vacinas”, acrescenta a diretora de Vigilância em Saúde, Regina de Souza Oliveira Martins.

A Secretaria de Estado da Saúde repassou aos municípios apenas as doses equivalentes à primeira aplicação da CoronaVac. A remessa com a segunda dose está armazenada na Central de Frios do Governo do Estado, em Florianópolis, e será encaminhada aos municípios em um prazo de até duas semanas para serem aplicadas nos pacientes que estão sendo imunizados na primeira etapa.

 

Cuidados e prevenção continuam

 

Apesar de a vacinação ter iniciado no território de Lages, a população deve manter os cuidados de prevenção e transmissão do novo Coronavírus. O uso da máscara continua obrigatório, e é fundamental que as pessoas continuem a higienização das mãos frequentemente com álcool gel ou água e sabão e evitem aglomerações.

Texto: Flávio Fernandes

Fotos: Toninho Vieira e Ary Barbosa