A estratégia do "fique em casa" foi alterada para "em casos de sintomas, procure um médico, procure um profissional de saúde".


O Ministério da Saúde anunciou nesta quinta-feira (9) a alteração do protocolo médico para pessoas que sentirem sintomas leves da doença, passando a solicitar que tais pacientes procurem um médico --antes, a diretriz indicava a busca por ajuda profissional apenas em caso de sintomas mais graves.

 

"Nós aprendemos, ao longo da pandemia, que ao aguardar em casa os pacientes chegam aos hospitais em quadros clínicos mais agravados... O tratamento precoce tem uma resposta mais assertiva, evitando a piora do paciente e diminuindo a necessidade do uso de respiradores", disse o secretário-executivo da pasta, Elcio Franco.

 

O Brasil tem verificado um avanço da pandemia pelo interior do país, enquanto o número de infecções diminui nos grandes centros, segundo o ministério. Mais de 96% dos municípios brasileiros já registraram casos da doença, enquanto 51% das cidades tiveram óbitos.

 

Fonte G1