Das cenas de filmes de ficção cientifica para a realidade escolar. Na quinta-feira (4), o Serviço Nacional de Aprendizagem (Senai), em Lages, realizou um duelo entre robôs. O Projeto Robô Attack, faz parte da devolutiva do curso de Aprendizagem Industrial Eletrônico de Manutenção. A atividade educacional busca incentivar o aprendizado interdisciplinar com foco na aplicação prática do que foi ensinado.

O duelo ocorreu no centro de convivência do Senai e reuniu estudantes, professores e visitantes. Os comandos eram enviados aos robôs, por meio de um aplicativo de celular desenvolvido pelos próprios alunos. Quatro equipes participaram do campeonato: Extroyer, Flame Squad, Melanie e Ultra.

A partir do conhecimento adquirido em sala de aula sobre programação, eletrônica digital e potência, os alunos desenvolveram seus experimentos. A mulher robô Melanie ficou pronta para o combate em pouco mais de um mês. Cinco alunos trabalharam no projeto. “Para criar o robô aplicamos alguns programas e utilizamos linguagem de programação e de marcação, o HTML. Durante o curso nós aprendemos sobre cada componente utilizado, como montar e para que eles servem”, conta a estudante Nicole Vieira Pedroso, de 15 anos.

O professor do curso de Manutenção Eletrônica e organizador do Projeto Robô Attack, Sandro Aguiar, conta que a ideia é proporcionar uma experiência prática de criação. “Durante novo meses eles ficam recebendo todo o conhecimento necessário para aplicar na prática nos últimos três meses de curso. Projetos como o Robô Attack, possibilitam aos alunos testarem o que aprenderam na teoria em equipamentos físicos”.  

A intenção para esses novos robôs é incluir na plataforma Inova Senai, voltada à captação e premiação de projetos de inovação desenvolvidos por meio de competências alinhadas com as demandas da indústria e do mercado brasileiros. “Desta forma, o projeto concorre com outros projetos de inovação da Fiesc.  Se ganhar, recebe prêmios da própria instituição”, comenta o professor.

A gerente regional Sesi/Senai Serra Catarinense, Silvia De Pieri Oliveira, acredita que devolutivas como esta demonstram o poder da metodologia de competências vivenciada pelas escolas Senai. “A atividade promove um enorme engajamento dos nossos estudantes, desenvolvendo o protagonismo, a competição e reconhecimento do potencial de cada um”.

Robô Extroyer vence batalha

Quem faturou o primeiro lugar no duelo de robôs do Senai em Lages, foi o robô Extroyer. A Robô Melanie, ficou em segundo lugar. A terceira colocação ficou com o robô Flame Squat e, quarto robô Ultra T.

 

Por Catarinas Comunicação: Texto e fotos