O prefeito Antonio Ceron encerrou sua extensa agenda de audiências e reuniões em Brasília nesta quinta-feira (11 de abril) na Secretaria do Patrimônio da União, órgão vinculado ao Ministério de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão. Na ocasião o prefeito se reuniu com os técnicos da Secretaria, Felipe Xavier e Hayla Ximenes, e a chefe de gabinete do deputado federal catarinense Rodrigo Coelho, Lúcia Regina da Rosa Machado. Na pauta, a doação ou cessão para o Município, de uma área de terra, localizada no bairro Ferrovia, que pertence à União.

De acordo com o prefeito Ceron, o projeto da prefeitura está no Governo Federal há um bom tempo, mas sem nenhum retorno do andamento do processo. O projeto prevê a implantação de um loteamento para famílias em situação de vulnerabilidade social e processos de realocações. “Este imóvel representa a construção de 154 casas para famílias de baixa renda e casos de realocações. Um investimento muito significativo em habitação”, pontua Ceron.

Os técnicos do Governo Federal informaram ao prefeito o andamento de todo o processo de doações e cessões de áreas. Primeiramente, o setor jurídico, da Secretaria do Patrimônio da União, analisa o caso e quando favorável envia para o parecer final de uma Comissão de Destinação. Este comitê tem o poder de autorizar ou não a doação ou cessão do imóvel. “Eles nos explicaram que com a instalação do novo governo muitos cargos foram extintos e isso afetou a Secretaria. Eles vão dar o andamento no processo após a readequação dos cargos, vamos também realizar alguns ajustes no contrato original deste projeto, mas os técnicos nos garantiram que em até 60 dias teremos uma resposta oficial do Governo Federal”, explica o prefeito Ceron. Na reunião foi garantido ao chefe do Poder Executivo de Lages que este processo deverá ser autorizado pelo Governo Federal.

Texto: Ari Junior/Colaboração: Pablo Gomes - Fotos: Pablo Gomes