No final da tarde desta quarta-feira (31 de outubro), no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), o prefeito Antonio Ceron e o secretário de Planejamento e Obras, Claiton Bortoluzzi, assinaram a ordem de serviço para a execução das obras de modernização, reforma e revitalização do Centro de Lages. A partir de agora, a empresa Terra Engenharia Ltda terá prazo de 18 meses para concluir os trabalhos que abrangem as ruas Coronel Córdova, Nereu Ramos, Correia Pinto, juntamente com os calçadões centrais (Túlio Fiúza de Carvalho e o da Praça João Costa), bem como a Praça João Ribeiro, também conhecida como Praça da Catedral.

Os investimentos nesta importante obra são de mais de R$ 13 milhões, viabilizada através de convênio firmado pelo governo do Estado de Santa Catarina e a Prefeitura Municipal de Lages. Parte deste montante já foi depositado na conta da Prefeitura, enquanto que o restante deverá ser liberado posteriormente pelo governo do Estado.

Segundo explica o secretário Claiton Bortoluzzi, a execução das obras iniciarão pela Praça João Costa, a qual será isolada por tapumes, ficando um corredor de passagem de pedestres entre as ruas Nereu Ramos e Coronel Córdova. “Depois de concluída esta primeira etapa, partiremos para as obras no calçadão Túlio Fiúza de Carvalho. Elas abrangem também desde a Praça da Catedral até o Terminal Urbano, pela extensão da rua Nereu Ramos, enquanto que pela rua Coronel Córdova a revitalização se estenderá deste proximidades do Colégio Bom Jesus Diocesano (cruzamento com a rua Lauro Müller) até a Praça Vidal Ramos Sênior (anexa ao Terminal Urbano).

Ao lembrar que este projeto teve origem com reivindicação dos comerciantes, através da CDL, há sete anos, (projeto Centro Lages), o prefeito Antonio Ceron disse que o atual projeto foi concebido tendo como modelo as históricas praças de Barcelona, na Espanha, mas no entanto, a pedido da CDL, decidiu-se readequá-lo à realidade de Lages e região. “A primeira etapa do projeto de revitalização foi a implantação do cabeamento subterrâneo, no qual foram investidos cerca de R$ 10 milhões, sendo que nesta segunda e definitiva etapa soma-se mais R$ 13 milhões de investimentos”, destaca Ceron.

O prefeito ressalta também os projetos das obras de expansão do Mercado Público Municipal (mais R$ 6 milhões) e de revitalização do histórico Grupo Escolar Vidal Ramos, o popular Colégio Rosa, transformado em Centro Cultural, no qual igualmente foram investidos cerca de R$ 6 milhões.

Para o presidente da CDL, Marcos Tortelli, a revitalização e modernização desta área histórica e central de Lages é um importante marco no desenvolvimento turístico do município, enquanto que o presidente da Associação Empresarial (ACIL), Sadi Montemezzo, salienta que tais obras são geradoras de emprego e renda para o município pólo da Serra Catarinense.

Fotos: Marcelo Pakinha - Texto: Ascom/PML