Por mais que falem mal das Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs), hoje transformadas em Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), para algumas questões essas estruturas têm ou tiveram sua importância. 

Em Lages, por exemplo, quando se queria saber sobre determinada obra do Governo do Estado em execução na região, recorríamos sempre ao assessor de imprensa da estrutura. E lá vinham os esclarecimentos e informações, de imediato. 

Infelizmente, hoje, a ADR Lages está sem assessoria de imprensa. E se queremos saber algo sobre determinada obra em andamento (ou paralisada), nós da imprensa não temos a quem recorrer. Além disso, o assessor de imprensa da ADR também fazia matérias periódicas das várias estruturas do Estado em funcionamento na região como Gered, HTR, Regional da Saúde, Polícia Civil e  Polícia Militar, Defesa Civil, entre outras questões. 

Por exemplo, como estão as várias frentes de trabalho de pavimentações na região? Até quando a nova ala do HTR será concluída? Quando  será entregue? 

Sem notícias e informações constantes, os formadores de opinião - e a  própria comunidade - ficam sem saber ao certo o  que está acontecendo. 

Carla Reche no cargo, imediatamente

Por isso, ouso manifestar meu pedido para que a ADR Lages contrate logo um novo assessor ou assessora de imprensa. E, por toda a relação de amizade, conhecimento de causa, e até militância de MDB que teve ao longo da vida, nada mais justo que essa função seja ocupada nestes poucos meses que restam até o final deste atual Governo pela colega jornalista Carla Reche. Ao meu ver, seria a pessoa mais qualificada e preparada para a importante função. 

Que os caciques do MDB se mobilizem e façam o  pedido junto ao governador Eduardo Pinho Moreira. Urgente. 

Loreno Siega - Revista Visão