Buscando cumprir uma orientação do Ministério Público, os prefeitos da Amures iniciaram tratativas com a Universidade do Extremo Sul Catarinense – Unesc, para atualizar, revisar e implantar quando for o caso, o Plano Diretor, cadastro imobiliário e dentre outros dispositivos, o georreferenciamento de um sistema integrado de gestão territorial.

A reunião com o engenheiro responsável pelo setor de Captação de Recursos e Projetos do Instituto de Pesquisas Ambientais e Tecnológicas – Ipat da Unesc, Tales Antunes Garcia, aconteceu na tarde desta quarta-feira (16), no auditório da Amures. O projeto compreende ações que objetivam atualizar e automatizar os processos de armazenamento, integração das informações referentes aos imóveis, sejam urbanos ou rurais.

De acordo com o presidente da Amures, prefeito Antônio Zilli, o que se busca é atualizar a base de dados e dispor de um sistema integrado de gestão territorial. “Com isso teremos como planejar melhor as ações, sejam de infraestrutura ou meio ambiente, além de atualizar a planta imobiliária”, reconhece o presidente da Amures.

A tratativa da parceria com a Unesc está sendo realizada via Consórcio Serra Catarinense – Cisama e abrangerá até mesmo os municípios que já possuem cadastro imobiliário atualizado com informações novas e automatizadas.

A partir dessa reunião, os prefeitos estudarão a possibilidade de uma linha financiadora do projeto. Até porque está prevista automação cadastral, integração de dados, elaboração de base cartográfica cadastral, implantação de rede de referência cadastral e dentre outras ações, elaboração da planta de valores genéricos. 

Oneris Lopes - Assess. de Imprensa da Amures