A Tigre, líder na fabricação de tubos e conexões e um dos maiores provedores de soluções para o setor da construção civil, firmou parceria com o Banco da Família para levar saneamento a comunidades carentes, por meio de uma linha de crédito especial. A meta inicial é atender a 120 famílias, com financiamento médio de R$ 4 mil. A Tigre, em conjunto com seu braço social, o Instituto Carlos Roberto Hansen (ICRH), entra com desconto nos materiais de construção e subsídio na taxa de juros do financiamento, que poderá ser pago em até 36 meses. A cidade de Lages, sede da instituição, foi escolhida para receber o projeto-piloto, com duração de um ano.

A linha de Crédito BF Saneamento Tigre tem como foco famílias de menor renda da região de Lages/SC e será voltada para construção ou reforma de instalações hidráulicas e sanitárias, com objetivo de melhorar a infraestrutura das unidades familiares. O crédito pretende viabilizar a aquisição de materiais hidráulicos como tubos, conexões, acessórios para construção civil, caixas d'água, biodigestores, fossas, filtros e mão-de- obra.

“A Tigre tem ampla presença no mercado da construção brasileira e, com a nossa rede de parceiros, produtos e soluções, esperamos que esse projeto e essa parceria sejam cruciais na melhoria da qualidade de vida da população em diferentes regiões do Brasil. Hoje, apenas metade da população brasileira tem acesso à coleta de esgoto e quatro milhões de habitantes ainda não têm acesso a banheiros”, afirma José Renato Domingues, diretor executivo de Pessoas e Sustentabilidade do Grupo Tigre.

“Já financiamos a construção de milhares de casas nos 70 municípios (de SC e RS) onde atuamos. Com esta parceria, queremos ampliar o número de famílias beneficiadas”, disse Isabel Baggio, presidente do Banco da Família. Firmaram o documento de parceria José Renato Domingues, Isabel Baggio e Romeu Brammer, executivo do ICRH.

A iniciativa faz parte de um projeto maior, que envolve a Water.org, organização internacional co-fundada pelo ator Matt Damon e pelo engenheiro Gary White e que atua em diversos países promovendo o acesso à água potável e saneamento em comunidades empobrecidas. Enquanto o Banco da Família oferece as linhas de crédito, a ONG norte-americana entra com a estrutura necessária para desenvolver as ações, como suporte técnico, projeto e contratação de pessoal.

Segundo o Instituto Trata Brasil, são mais de 35 milhões de brasileiros sem o acesso à água tratada. Além disso, estudos do mesmo instituto mostram que o Brasil convive com muitos casos de internação por diarreias todos os anos por causa da falta de saneamento. Em 2011, por exemplo, foram 400 mil casos, sendo 53% de crianças de 0 a 5 anos.

All Press Comunicação