Mais um passo foi dado na investigação sobre a mortandade de peixes da espécie conhecida popularmente como Cará. Nesta sexta-feira (13/04), houve a coleta de amostras da água do Caveiras em 14 pontos diferentes do rio. A Polícia Militar Ambiental acompanhou os trabalhos feitos pela Agência de Regulamentação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC).

Estudos da água já tinham sido feitos pela Secretaria de Águas e Saneamento, porém, os resultados não ofereceram subsídios conclusivos sobre o que pode estar causando o dano ambiental. Nessa primeira fase foi possível avaliar apenas parâmetros de potabilidade.

Com essa nova amostragem, o laboratório credenciado junto a ARESC analisará parâmetros químicos, físicos, biológicos, alguns pesticidas e metais. O resultado deve sair em cerca de 15 dias. “Estamos levantando todas as informações possíveis e necessárias para resolver essa situação. Vamos envolver outros órgãos e instituições especialistas no assunto para chegar a uma conclusão”, reforça o comandante, major Adair Alexandre Pimentel.

Por Catarinas Comunicação || Texto e fotos