O sábado de Sol (11 de novembro) deixou o dia de finais dos 57º Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc) ainda mais brilhante. As meninas do vôlei de quadra de Chapecó vão levar na mala para casa a medalha de ouro e o troféu de 1º lugar dos Jasc, uma conquista inédita do município na modalidade sobre Blumenau.

Não foi fácil chegar até o ponto mais alto do pódio. Custou suor, cansaço, nervosismo, provocações da torcida adversária na arquibancada do Ginásio Jones Minosso, mas acima de tudo equilíbrio emocional, fundamental numa briga da magnitude das finais dos Jasc.

Chapecó saiu na frente e fechou o 1º set em 25 a 23, mas Blumenau reverteu a situação e ganhou o 2º por 25 a 18. Chapecó reagiu no 3º set, com 25 a 22 e, por fim, no 4º e decisivo, fez diferença de dez pontos - 25 a 15.

Há cerca de 15 dias, Chapecó foi campeã da Liga Nacional Universitária e vice-campeã dos Jogos Universitários Brasileiros (Jubs), além de pouco antes faturar o Campeonato Estadual. No vôlei, conta com o técnico Michel Guimarães.

Eufórica pela partida pesada que teve, a jogadora central do Chapecó, Georgia, 17 anos, confessa ter feito parte de um embate complicado, em que a pressão e o relógio judiam. “O final foi mais difícil. Fechar este set foi tenso.” A garota mora em Chapecó e este ano estreou em Jogos Abertos. “É o primeiro da minha vida. Muito bom.” Ela está há apenas três meses no time, mas no vôlei, há três anos. Foi campeã na Liga do Desportivo Universitário de Quadras (LDU) e vice-campeã nos Jogos Universitários Brasileiros (Jubs).

 

Texto: Daniele Mendes de Melo / Foto: Marcelo Pakinha