Setembro marca o início da primavera e das temperaturas mais altas, razão pela qual neste dia 23 comemora-se o Dia Nacional do Sorvete, promovendo o incremento de consumo neste quente período no país.

Mas, além de comemorar as altas de temperatura e de consumo, nos últimos tempos a data também celebra importantes transformações ocorridas em boa parcela das indústrias brasileiras de sorvete, transformando-o em um nutritivo alimento, de fato.

De acordo com os insumos e processos utilizados em sua fabricação, além de saboroso e refrescante o sorvete pode contribuir com uma alimentação saudável e equilibrada. Já se tem mostrado que é possível produzi-lo saborizado com pastas naturais, sem gordura trans, sem glúten, com açúcar orgânico e baixa quantidade de lactose, mantendo ainda assim toda a palatabilidade e sabores que caracterizam os ótimos alimentos.

Vale esclarecer que o refinamento na escolha de insumos e tecnologias de fabricação também impacta positivamente em grupos com restrição alimentar, como os intolerantes à lactose ou diabéticos, por exemplo, pois há como criar sorvetes para atender estes públicos, incluindo e permitindo o seu consumo, sem culpas ou receios.

É por estas e outras razões conhecidas pelos milhares de consumidores que, além de comemorar o incremento de vendas em nosso país, este 23 de setembro pode também comemorar a qualidade que começa a se evidenciar em algumas fábricas de sorvete, corroborando e se alinhando à expectativa de alimentos cada vez mais saudáveis e benéficos.

Podemos dizer, saudando a data comemorativa, que a abertura da economia em anos recentes, e agora a gradativa retomada dos investimentos e poder de compra por parte da população, assim como o maior rigor das autoridades na fiscalização de determinados setores do comércio e da indústria, serviram para tornar uma das criações mais saborosas da genialidade humana cada dia mais presente entre os hábitos do consumidor brasileiro. Bom sorvete!

GS Comunicação - Assessoria de Imprensa