Quando o Governo do Estado realizar uma feira ligada ao setor rural ou der aporte a um evento do gênero será necessário reservar um espaço para exposição e venda de produtos, bens e serviços da economia solidária e da agricultura familiar. É o que pretende o deputado Gabriel Ribeiro (PSD), que deu entrada na Assembleia Legislativa a um projeto de lei neste sentido.

A proposta prevê que pelo menos cinco espaços físicos sejam reservados para expositores ou fornecedores da economia solidária e da agricultura familiar. Para isso, os produtores que integram os quadros de cooperativas, associações e famílias autônomas devem estar cadastrados na respectiva gerência regional da Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de SC).

 “Ao estimularmos a exposição de produtos e serviços de associações, cooperativas solidárias e agricultores familiares estaremos criando oportunidades de inclusão aos produtores marginalizados pelo sistema convencional de produção e comercialização”, justifica Gabriel Ribeiro.

Tarcísio Poglia - Assess. de Imprensa