Um jogo histórico e memorável. Assim foi a partida entre Leoas da Serra e Iranduba (AM) pela final da Copa do Brasil de Futsal, neste sábado (09/09), no ginásio Jones Minosso. Mais de cinco mil pessoas presentes no ginásio Jones Minosso testemunharam um verdadeiro show de futsal entre as duas equipes.

Mesmo com a vantagem de poder empatar no tempo normal para ficar com o título da primeira edição do campeonato, o time lageano em nenhum momento entrou no clima do já ganhou. Manteve a posse de bola, o toque rápido e explorou também o que mais sabe, o talento individual de suas jogadoras. No final o placar foi de 6 X 0 para as Leoas com gols de Gy Dunguinha (2), Thaís, Greice, Jhenni e Lú Rodrigues.

A torcida foi literalmente à “loucura” em cada jogada de ataque ou de arrancada nos contra ataques das Leoas. “O esporte é capaz de integrar à comunidade e proporcionar momentos de lazer, companheirismo e alegria. São estes valores que queremos transmitir também com a realização dos Jogos Abertos de Santa Catarina”, disse o prefeito Antonio Ceron.

 

Bola de Ouro

Além do título, o time das Leoas da Serra teve também a artilheira da competição. Greice Behn,  com 10 gols,  levou o troféu Bola de Ouro da Copa do Brasil de Futsal Feminino.

 

Homenagem pelo “Gol de Placa”

O prefeito Antonio Ceron, o vice-prefeito e presidente da Comissão Central Organizadora (CCO) local dos Jogos Abertos de Santa Catarina, Juliano Polese e o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Nilson Cruz, fizeram a entrega de uma placa para a jogadora Jéssica Getúlio pelo golaço feito na semifinal da Copa do Brasil de Futsal Feminino. O gol de “lambreta” ganhou mídia nacional e reconhecimento de ex-jogadores de futebol como Zico e do jogador de futsal eterno ídolo da seleção brasileira, Falcão, considerado o mestre das “lambretas”.

 

Apresentações Culturais

Além do show em quadra das Leoas da Serra, as apresentações da Orquestra Soprano, do CAIC Nossa Senhora dos Prazeres, com a execução dos hinos de Santa Catarina e Nacional e o Street Dance, dos alunos da Escola de Artes, Elionir Camargo Martins, da Fundação Cultural de Lages, garantiram uma noite de brilho e cultura no evento esportivo.

 

 

Fotos: Marcelo Pakinha - Texto: Ascom/PML