A Secretaria de Saúde de Lages divulgou recentemente que 1.700 pessoas marcaram consultas e  não compareceram apenas no último mês. Alegam que são 85 consultas por dia, em média, de pessoas que marcaram e não compareceram, o que gera prejuízos porque essas consultas são pagas pelo município. 

Sugestão para resolver o problema: por que a Secretaria de  Saúde não contrata duas pessoas para ligar previamente para os pacientes para confirmar sua ida ou não às consultas (na véspera)? É assim que fazem os consultórios e clínicas particulares. E é assim que deveria ser também no sistema público. 

1.700 consultas pagas sem ser realizadas vão custar pelo menos R$ 100 mil por mês aos cofres públicos. Quanto custariam dois funcionários para fazer esse serviço de ligações aos pacientes na véspera?

Outra coisa: não se pode dizer que a culpa é totalmente de quem marcou e não compareceu. Muitas consultas são marcadas  para três meses depois, seis meses, um ano e até dois anos...... Nesse tempo todo, o paciente muitas vezes não consegue esperar. E vai consultar na Clínica da Associação dos Aposentados, em clínicas particulares ou até vai para a Emergência dos hospitais. Daí acaba esquecendo que tinha consulta marcada. Então, o serviço de ligação telefônica na véspera é fundamental. 

Interessante essa desculpa de que o povo marca e não comparece. Com os exames acontece a mesma coisa. O pessoal vai lá fazer e depois não vai buscar. 

Na campanha eleitoral era tudo tão fácil de resolver!!!! Por que agora não resolvem com a mesma facilidade????

Loreno Siega - Revista Visão