O Prefeito Antônio Ceron foi o convidado da reunião da última segunda-feira (15/05) da Associação Empresarial de Lages. Ele ouviu os empresários e falou sobre como tem sido esses primeiros meses de governo e prestou contas sobre algumas questões que têm sido cobradas pela Entidade. 

Sobre os voos da empresa Azul, em Lages, ele disse que conversou com o diretor responsável pela empresa na cidade, o qual mencionou que o cancelamento dos voos nas terças e quintas  não trarão prejuízos para nenhum passageiro.

O Empresário Luiz Figueiredo questionou se não havia como a empresa Azul voltar com os voos nesses dias. “Neste momento não tem como voltar, já é uma política da empresa. Garantiu que retornam no dia 04/09. Estou transmitindo o que ele passou”, relatou o prefeito. Ele mencionou, ainda, sobre o interesse de manter os voos em Lages e disse que até a festa do pinhão, em junho deste ano, o diretor da Azul virá a Lages e conversarão novamente sobre o assunto. 

Sobre o início das obras da estrada da Coxilha Rica, outra bandeira pela qual a ACIL vem lutando, o prefeito Antônio Ceron disse que recentemente participou de uma audiência no IPHAN, juntamente com o procurador, Dr. Nazareno Wolff, e o secretário Claiton Bortoluzzi.  “É uma burocracia danada. Temos que ter paciência, depois do IPHAN, o processo tem que ir pra Brasília”, destacou Ceron, esperançoso que a obra deve sair. 

Ele mencionou, ainda, que será contratada uma consultoria para identificar a capacidade da Semasa de expandir os serviços na cidade, ampliando o saneamento básico. Além disso, a rede está sucateada e precisa de melhorias. 

Referente à revitalização do Mercado Público, o prefeito disse que o projeto esta sendo reescrito, pois para garantir a viabilidade de obra foi necessário retirar o estacionamento subterrâneo, o que economizará um valor de quatro milhões de reais para a prefeitura. A revitalização vai contar com recurso do Governo do Estado no valor de oito milhões de reais. 

Indagado sobre como está a saúde financeira da prefeitura, Ceron contou que já foram pagos 20 milhões de dívidas de janeiro até abril, referente a obras realizadas anteriormente (17 milhões de reais da prefeitura e três milhões da Semasa). “É evidente que daqui pra frente não teremos esse mesmo valor disponível. Já entraram oito milhões e pouco este ano referente ao pagamento do IPTU, sendo que 32 milhões é o total a entrar. Percebemos que a arrecadação do Estado subiu e o mercado começa a ter um otimismo e uma retomada do crescimento”, analisou o prefeito. 

Débora Puel - Assessoria de Imprensa