Fortalecer a representatividade industrial por meio do estímulo ao associativismo e ampliar o papel dos sindicatos patronais filiados à Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc). Esse é o propósito do Movimento pela Excelência. As ações que estão sendo desenvolvidas com o objetivo de se aproximar da indústria estão sendo apresentadas por profissionais especializados da Fiesc para as 16 vice-presidências regionais. Lages recebeu a visita dos especialistas nesta quarta-feira (22), na sede dos Sindicatos filiados à Federação.

O movimento disponibiliza ferramentas aprimoradas com o objetivo de apoiar os sindicatos. “Nós queremos estar cada vez mais próximos da indústria para que ela nos diga quai soluções precisamos dar para ela e de que forma podemos atuar para contribuir de maneira efetiva”, enfatiza o gerente de Relacionamento com o Mercado da Fiesc, Laércio José Grigollo.

Excelência em gestão sindical

Para que isso seja possível, foi desenvolvido um programa de excelência de gestão sindical para dar suporte e contribuir com a melhoria constante dos sindicatos. “Esse modelo vai estimular a visão estratégica do sindicato, auxiliar no gerenciamento da equipe, no relacionamento com o associado e na busca de novos associados”, explica o coordenador da Unidade de Desenvolvimento Associativo da Fiesc, Leonardo Costa.

Para entender e saber utilizar as informações disponibilizadas está prevista uma capacitação gratuita com 1.940 horas de treinamento e total apoio aos sindicatos. Na Serra, a ação deve iniciar no mês de julho.

Analisar o futuro e ver para onde a indústria está caminhando

Os sindicatos e a indústria como um todo passam a contar com um importante meio de pesquisa na internet, o portalsetoriafiesc.com.br. Por meio da ferramenta, é possível ter acesso a informações como tendências de mercado e principais parceiros comerciais. Ainda há mais de 200 indicadores de economia, educação, produtividade entre outros. “Os empresários precisam estar sempre atentos e se antecipar na obtenção de informações que propiciem a eles melhores tomadas de decisões”, frisa o assessor da diretoria de Desenvolvimento Institucional e Industrial da Fiesc, Sidnei Manoel Rodrigues.

Texto e fotos: Catarinas Comunicação