A estação de tratamento de esgoto do Complexo Araucária está sendo implantada para melhorar o saneamento básico na região sul do município. A obra atenderá as demandas dos bairros Araucária, São Luiz, Santa Catarina, Centenário, Pró-Morar, Santa Clara e Novo Milênio. A estrutura beneficiará aproximadamente 25 mil pessoas.O prefeito Elizeu Mattos e o secretário municipal de Águas e Saneamento (Semasa), Benjamin Schultz, fizeram uma vistoria no local nesta terça-feira (7/06).

A prefeitura está aplicando cerca de R$ 30 milhões na construção da estação de tratamento.“Os órgãos especializados dizem que cada centavo investido em saneamento básico representa cinco centavos economizados em saúde. Essa obra não terá uma grande repercussão popular, mas terá uma grande repercussão na qualidade de vida das pessoas”, avalia o prefeito.

Os recursos são oriundos do Governo Federal,  com contrapartida da Semasa. A estação de tratamento está consumindo milhares de toneladas de ferro e concreto. A obra é considerada ultramoderna, resistente, duradoura e ecologicamente correta. A estrutura será preparada para anular a vazão de mau cheiro. “E acabará com os esgotos a céu aberto”, finaliza o secretário Benjamin.

Assess. de Imprensa da PML - Fotos: Marcio Avila