Uma obra aguardada com muita expectativa. Esse era o sentimento dos moradores do bairro São Pedro e loteamento Gralha Azul para a inauguração do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) VIII. A solenidade foi realizada na noite desta quinta-feira (31). De acordo com o prefeito Elizeu Mattos é um investimento de quase R$ 700 mil executado em parceria com o governo federal em uma área construída de 360 metros quadrados. “Os trabalhos na Assistência Social estão evidenciados em nossa cidade. São programas, serviços, projetos e benefícios que trazem mais qualidade de vida para as pessoas que realmente necessitam do auxílio do poder público”, diz o prefeito.

Localizado na rua Professor Simplício, o novo equipamento socioassistencial beneficiará mais de 15 mil pessoas dos bairros São Pedro, Beatriz, Frei Rogério, Guadalupe, Ipiranga, Morro do Posto, Petrópolis, São Francisco, São Paulo, Vila Comboni e do loteamento Gralha Azul. Para o secretário de Assistência Social, José Amarildo Farias, nunca se investiu tanto nessa área como nos últimos três anos. “São cerca de R$ 8 milhões em repasses somente do governo federal nesse período, mais o que é investido com recursos próprios da municipalidade e outros convênios”, enumera o secretário.

José Amarildo salienta também a construção dos novos equipamentos e os que tiveram suas obras concluídas e entregues à comunidade como o Banco de Alimentos, a Cozinha Comunitária, a segunda unidade do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e o CRAS VII do bairro Conta Dinheiro. Além dos projetos em andamento como o novo prédio do CRAS II, do bairro Centenário, e a nova sede administrativa da secretaria e da Central de Cadastro Único dos programas sociais, que estará localizada ao lado da praça João Ribeiro (antiga Regional da Saúde).

Um dia que entra para a história

Segundo a presidente da associação de moradores do loteamento Gralha Azul, Samara Garcia, a inauguração do CRAS entra para a história de todos os bairros abrangidos pelo equipamento. “Este é um marco histórico para nós ‘gralhanos’ e ‘gralhanas’, pois há quatro anos sonhamos juntos por este espaço”, salienta profundamente emocionada. Ela cita que desde o início das tratativas do projeto de construção do CRAS os moradores se empenharam na ajuda ao poder público, desde a escolha da área até a conservação do patrimônio. “Aqui será um espaço onde iremos trabalhar o fortalecimento de vínculos e a cidadania”, garante.


Assess. de Imprensa da PML - Fotos: Sandro Scheuermann