Um plano de ação regional para intensificar os registros do Cadastro Ambiental Rural (CAR), nos 18 municípios da Serra Catarinense começou a ser preparado nesta sexta-feira, pela Polícia Ambiental, Epagri, Amures, prefeituras, Udesc, Uniplac, sindicatos, associações e pela Secretaria Regional de Lages e de São Joaquim.

O plano vai auxiliar especialmente, as propriedades enquadradas na agricultura familiar. A reunião para discutir as estratégias de ação aconteceu no auditório da Amures coordenada do gerente de comunicação da SDR de Lages, Pablo Gomes e do comandante da Polícia Ambiental, capitão Frederick Rambusch.

A meta é até final setembro levar capacitações e passar em todos os municípios orientando e esclarecendo sobre o registro do CAR. Com auxílio de estudantes da Udesc e Uniplac será feita triagem de atendimentos sem custos aos produtores rurais.

Que, não fazer o CAR pode sofrer restrições como não poder realizar operações de crédito. Na região da Amures são 28.191 imóveis rurais que são obrigadas a fazer o CAR.

O secretário de Agricultura de Lages Moisés Savian, coordenador do Fórum de Secretários Municipais de Agricultura da Região (Forsema), levará os encaminhamentos do plano de ação do CAR para o encontro com os secretários de Agricultura da região, quarta-feira da semana que vêm.

Até agora a regularização fundiária atingiu apenas 6,92% dos imóveis rurais da Serra Catarinense. Segundo o assessor de projetos ambientais da Amures André Bortolotto Buck, uma das ações será treinar multiplicadores nas comunidades como forma de atingir direto o agricultor familiar.

O registro do CAR era considerado um gargalo até poucos dias. O secretário Regional de Lages, João Alberto Duarte passou na reunião técnica desta sexta-feira e reiterou a importância das entidades de trabalharem juntas para cumprir a meta dentro do prazo.

Informações Oneris Lopes / AMURES