Conforme amplamente divulgado pela imprensa local, no último sábado (14/12) estiveram em Lages três chineses da Sinotruk Caminhões. Eles foram recepcionados pelo prefeito Elizeu Mattos; pelo presidente da SC-Parcerias, Paulo César da Costa; pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico de Lages e por outras autoridades locais e estaduais. 

Em pauta, uma visita ao terreno doado pelo Estado e pelo Município para que a montadora chinesa implante em Lages uma fábrica de caminhões, projeto já anunciado há quase dois anos mas que até agora não avançou muito. Só para lembrar, o terreno foi comprado por R$ 7 milhões no começo do ano (e só agora, no apagar das luzes de 2013, os chineses "vieram conhecer" o presente). 

Segundo o que divulgou o jornal Correio Lageano, edição desta segunda-feira, os chineses já teriam inclusive já solicitado a sua inscrição na Junta Comercial do Estado de Santa Catarina - Jucesc. Os próximos passos é a empresa obter a Licença Ambiental de Instalação, além da apresentação do projeto da fábrica ao Governo Federal (Ministério da Indústria e Comércio), programa Inovar-Auto. Feito esse trâmite, e aprovado o projeto pelo Governo Federal, a montadora deverá começar a construção da fábrica em Lages. 

Mas, ao que tudo indica, isso só deverá ocorrer ao longo do ano de 2014 (sem prazo específico para acontecer). E como 2014 é ano eleitoral, tememos que mais uma vez as expectativas sejam maiores do que a realidade de termos em Lages a tão sonhada fábrica. 

Vale lembrar que já fizeram evento até de lançamento da pedra fundamental (que deveria ser lá no terreno da fábrica mas que na época, eleições municipais do ano passado, diga-se de passagem, foram no Serrano Tênis Clube). E de lá para cá, infelizmente, pouca coisa evoluiu. 

Antes que alguém diga que torcemos para o touro e não para o toureiro, gostaríamos de ser os primeiros a aplaudir caso o investimento realmente viesse para Lages (e temos todo o interesse e torcida para que isso efetivamente aconteça). E quanto a touro e toureiros, torcemos sempre pelo touro (eu odeio esportes onde se maltratam animais - e já que o homem é racional e sabe o que faz, portanto pode deixar de praticar esse tipo de coisa abominável, eu torço SEMPRE PARA O TOURO NESTE TIPO DE ESPORTE VIOLENTO E IRRACIONAL). 

Fotos: Zé Rabello - Texto: Loreno Siega - Revista Visão