A Olimpíada do Conhecimento 2013 recebeu 4,6 mil visitantes no primeiro dia de provas, nesta terça-feira, dia 10. O número representa quase 50% dos 10 mil esperados para os quatro dias de evento, que é promovido pelo SENAI/SC, entidade da FIESC. A maior parte dos visitantes são alunos das escolas públicas e privadas da Serra Catarinense.

A presença maciça de público faz com que o evento se torne uma oportunidade para que as pessoas conheçam alternativas de carreiras na indústria. "É uma porta que se abre. O Brasil tem carência de profissionais na área tecnológica, mas os jovens nem sempre sabem disso", afirma a professora Jussara Castilhos, que leciona geografia na Escola Municipal Ondina Neves Bleyer, do bairro Sagrado Coração de Jesus, em Lages. "Os alunos podem ter um futuro brilhante se souberem procurar o local certo para fazer o seu curso". Para mostrar as profissões da indústria a um maior número de pessoas, 15 ônibus estão à disposição das escolas da região para levar estudantes à Olimpíada do Conhecimento.

"Achei muito interessante. São diversas profissões, novas e importantes. Com certeza, eu cursaria robótica", afirma Lucas Schwantz, 14 anos, do 9º ano da Escola Ondina Bleyer. Lucas observou os competidores desenvolvendo atividades conforme cada ocupação. Os quatro alunos da robótica móvel, por exemplo, estavam trabalhando em tarefas de manutenção do robô. Depois, esses estudantes vão desenvolver atividades de programação.

Toda a programação da olimpíada, incluindo competições, a Mostra Inova SENAI e minicursos e palestras, está aberta ao público. O evento prossegue nesta quarta e quinta durante todo o dia e sexta pela manhã, no SENAI em Lages e no Centro Serra, no bairro Universitário.

Ivonei Fazzioni - Asses. de Imprensa do Sistema FIESC