Tá certo que a causa é nobre: faturar dinheiro para ajudar as entidades assistenciais de Lages a prestarem melhor os seus serviços.

Mas o cidadão também não é trouxa e nem besta.

Vocês sabem quanto custa um simples ponche (uma mistura de vinho tinto  com gemada e outros \"temperos\") lá no Recanto do Pinhão?  A bagatela de R$ 5,00 (parece que agora, com a gritaria, vai baixar para \"apenas\"  R$ 4,00, mesmo assim UM ROUBO).

E sabem quanto custa uma pequena porção de paçoca de pinhão?  A bagatela de R$ 8,00 (e agora vai para \"apenas\" R$ 7,00, também UM ASSALTO.

De minha parte, não vão ganhar um pila sequer com esses abusos. Melhor então oferecer um número de rifa a R$ 10,00. Aí você sabe que está comprando apenas para exercitar a solidariedade.

Será que la no evento, dentro do parque do Conta Dinheiro, também vão cobrar esse \"precinho camarada\"? Quem fiscaliza isso? Não iam tabelar os produtos? Eita mundão de meu Deus...