Com a presença de mais de 120 associados, foi realizada na noite desta terça-feira (19/03), no auditório da CDL de Lages,  a Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Cooperativa de Crédito dos Pequenos Empresários, Microempresários e Microempreendedores  de Lages – Credicomin. O evento contou com a presença do Presidente do Sistema Cecred (que congrega 15 diferentes cooperativas singulares), Moacir Krambek, além de todos os membros do Conselho de Administração da cooperativa, sob a presidência do Sr. Nilton Rogério Alves, que ocuparam a mesa principal dos trabalhos.

\"\"

Na AGO, foram apresentados os números da cooperativa relativos ao exercício financeiro do ano de 2012. Entre estes números (alguns deles serão apresentados abaixo), os cooperados  aprovaram por unanimidade a partilha das sobras líquidas do exercício, no valor de R$ 321 mil. Ou seja, depois de computadas  todas as receitas e despesas da cooperativa (nas despesas estão incluídos os gastos administrativos, salários dos servidores, aluguel, telefone, investimentos, etc), o resultado operacional líquido apontou uma sobra de R$ 321 mil. Como se trata de uma cooperativa, e não de um banco tradicional ou empresa, cabe aos cooperados  a decisão sobre o destino destes recursos, o que aconteceu na AGO.

\"\"

No caso da Credicomin, a AGO decidiu que R$ 138 mil destes R$ 321 mil serão utilizados   para a remuneração em 8,493% da  cota capital de cada um dos 1.864 associados, dinheiro  diretamente depositado no valor desta cota parte. Vale lembrar que esta remuneração, mesmo descontando-se os 15% do Imposto de Renda desta operação, representa mais do que a poupança paga aos clientes nos bancos tradicionais (com uma sobra líquida de 7,22%). Outros R$ 91,5 mil das sobras serão  utilizados para remunerar proporcionalmente aqueles que aplicaram dinheiro na cooperativa e outros R$ 91,5 mil para remunerar aqueles que tomaram dinheiro emprestado, tudo proporcionalmente.

 \"\"

Além da divisão das sobras, a AGO apresentou o que os 1.864 associados da cooperativa deixaram de pagar quando comparado ao que cobrariam os bancos tradicionais na forma de taxas de juros e serviços cobrados. Ou seja, se todas as operações da cooperativa tivessem as taxas de juros normais cobradas pelos bancos tradicionais (na faixa de 41,87% ao ano), os clientes da Credicomin pagariam R$ 744 mil a mais (foi o dinheiro que economizaram quando comparado aos bancos).

 Foram economizados também pelo conjunto de associados um montante de R$ 620 mil  sobre taxas e serviços (a Credicomin cobrou bem menos pelos mesmos serviços). Ou seja, se somados os valores economizados na cobrança de juros (R$ 744 mil), taxas e serviços (R$ 620 mil), além das sobras líquidas de R$ 321 mil, esse valor corresponde a R$ 1,6 milhão, dinheiro que fortaleceu e circulou entre os associados e na economia local  (e que se fosse nos bancos seriam pagos aos banqueiros e acionistas dos mesmos).

 

ALGUNS NÚMEROS DA CREDICOMIN EM 2012:

 -  Número de Associados – A Credicomin encerrou o ano de 2011 com 1.370 sócios – E o ano de  2012 com 1.864 sócios – Crescimento de 36% no número de sócios – E as projeções até o final de 2013 é de terminar o ano com 2.885 sócios.

 - O Patrimônio Líquido era de R$ 1.381 milhão no final de 2011 – e foi de  R$ 2.179 milhão no final de 2012 – Um crescimento de de 58%.

 - Operações de Crédito – Foram 4.648 operações realizadas em 2011 e 8.771 em 2012 – um cresc. de 46%;

 - Depósitos Totais – Encerrou 2011 com um total de R$ 6.825 milhões em depósitos totais. E 2012 com R$ 9.214 milhões – Um crescimento de 35%.

 - Sobras à disposição da AGO – Encerrou 2011 com sobras líquidas de R$ 124 mil. E 2012 com sobras de R$ 321 mil (distribuídas nesta AGO). Um crescimento de 160%.

 - Ativos Totais – Encerrou o ano de 2011 com R$ 9.932 milhões em ativos totais. E 2012 com R$ 13.275 milhões em ativos totais – um crescimento de 34% no total de ativos.

 Fonte: Relatório Anual da Credicomin – 2012