É isso mesmo. Com a cidade completamente lotada de visitantes e turistas em função da Festa Nacional do Pinhão, o comércio varejista de Lages estará fechado neste feriado de  quinta-feira, dia 07/06. E o mesmo deverá acontecer com os supermercados. O motivo foi a falta de acordo entre os sindicatos patronais e laborais do comércio, que não chegaram a termo na negociação do dissídio coletivo da categoria.

Pedro Dirceu Ceron, do Supermercado Myatã, informava  agora há noite na reunião da diretoria da ACIL que é uma lástima o sindicato dos comerciários não ter aceito diversas propostas feitas pelos sindicatos patronais. \"Nos últimos dois anos, os comerciários tiveram quase 35% de reajuste em seus vencimentos enquanto a inflação do período foi pouco superior a 10%\", disse. \"Com essa atitude, todos os turistas e o próprio comércio será prejudicado porque uma decisão de uma juíza do trabalho de Florianópolis está impedindo que se abra no feriado de Corpus Crhisti\", argumentou.

Ceron disse que foi feito um pedido de liminar  a essa juíza para que permita pelo  menos o funcionamento dos supermercados, o que amenizaria a situação. \"Estamos aguardando uma posição dela a respeito. Mas pela decisão até o momento inclusive supermercados terão de ficar fechados. A menos que paguem hora extra a 150% e um adicional de R$ 50,00 para cada funcionário que trabalhar, o que representaria com certeza um grande prejuízo\", argumentou Dirceu Ceron.

Loreno Siega - Revista Visão

EM TEMPO: Por volta das 22 horas, Dirceu Ceron ligou informando que o pedido de liminar feito pelo sindicato dos supermercadistas à referida juíza do trabalho surtiu efeito. \"Conseguimos uma liminar. E com isso os supermercados vão abrir no feriado. Mas o comércio varejista, com exceção das Lojas Havan, vai ficar fechado, o que é uma lástima\", declarou.